Festival São João na Rede tem início no dia de Santo Antônio com programação em toda Paraíba

Festival São João na Rede tem início no dia de Santo Antônio com programação em toda Paraíba

Festival São João na Rede tem início no dia de Santo Antônio com programação em toda Paraíba

Sivuca, Pinto do Acordeon, Dejinha de Monteiro, Geraldo Correia, Marinês e Genival Lacerda serão os homenageados do São João na Rede Festival edição Paraíba. 

O segundo ano do São João na Rede Festival começa com a edição Paraíba neste domingo, dia (13) de junho, Dia de Santo Antônio, com a participação de trios de forró e da Orquestra Sanfônica Balaio Nordeste, que homenageiam grandes nomes do forró tradicional do estado. O evento é gratuito e transmitido pelo YouTube São João na Rede, com início a partir das 19h.

A primeira fase do São João na Rede Festival edição Paraíba, deste ano, será apresentada Suelen Garcez, que junto com Paulo Meneses, dividem a produção executiva do projeto. O evento tem a parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura da Paraíba (Secult PB), que possibilitou a participação de grupos de várias cidades do estado. A Paraíba terá o total de nove dias de Festival e a primeira fase vai de 13 a 17 de junho, com artistas da Capital ao Sertão, totalizando 33 atrações que se apresentarão ao vivo. 

Acompanhe a programação da Primeira Fase do São João na Rede Festival, na Paraíba:

Domingo, dia 13 de junho, 19h

Homenageado: Sivuca

Atrações: 

– Forró do Carrité (Itabaiana)

– Forró D+ (Caldas Brandão)

– Xote Jeito Manhoso (Areia)

– Dicinho e Banda (Guarabira)

– Abdias do Acordeon (Campina Grande)

– Banda Caactus (Campina Grande) 

– Glorinha Gadelha (João Pessoa)

Segunda, dia 14 de junho, 19h

Homenageado: Pinto do Acordeon

Atrações: 

– Forró Caçuá (João Pessoa) 

– Trio Quentura do Forró (São José do Bonfim) 

– Luiz Bento (Santa Luzia)

– Santino Braz e Os 3 do Forró (Santa Luzia) 

– Os Filhos do Forró (João Pessoa) 

– Jaelson Gomes (Patos) 

– Homenagem dos Filhos de Pinto do Acordeon (João Pessoa / Patos)

Terça-feira, dia 15 de junho, 19h

Homenageados: Dejinha de Monteiro e Geraldo Correia

Atrações: 

– João Durão (Monteiro)

– Xote Universitário (Monteiro)

– Sussa de Monteiro (Monteiro)

– Gabriel do Acordeon (Sumé)

– Lulinha do Acordeon e os Arrochados do Forró (Cuité)

– João Calixto (Campina Grande) 

– Luizinho Calixto (Campina Grande)

Quarta-feira, dia 16 de junho, 19h

Homenageada: Marinês

Atrações: 

– Alvorada Nordestina (Itaporanga)

– Lucineide do Acordeon (Cajazeiras)

– Mauricio do Acordeon (São José de Piranhas)

– Geraldo Mãozinha e Forró Pé de Serra (São José de Piranhas)

– Assis Rosa e Trio Catolé (Catolé do Rocha) 

– Marcos Farias e Sabrina Vaz (Campina Grande)

Quinta-feira, dia 17 de junho, 19h

Homenageado: Genival Lacerda

Atrações: 

– Ednardo do Acordeon (Catolé do Rocha)

– Biliu de Campina (Campina Grande)

– Dudamax e Forró do Bakulejo (Cuité)

– Luiz do Acordeon (Juru)

-Estrela Musical (Princesa Isabel) 

– Orquestra Sanfônica Balaio Nordeste (João Pessoa)

Sobre o São João na Rede Festival

Criado em 2020 em virtude da pandemia da Covid-19, o Festival foi aprovado por grandes astros da música, que entraram na campanha de divulgação do evento, a exemplo de Elba Ramalho, Gilberto Gil, Lucy Alves, Anastácia e Del Feliz,  que usaram suas redes sociais para mobilizar o público. O nome do Festival foi inspirado na ideia de vincular o termo ‘rede’ à nossa tradicional rede de descanso nordestina, à rede de relações interestaduais e à internet. A primeira edição foi realizada pela Associação Balaio Nordeste, Fórum Nacional Forró de Raiz e a Associação Respeita Januário, além de outras comunidades do Forró.

Sobre a Associação Cultural Balaio Nordeste

A Associação, que tem como presidente e fundadora a gestora cultural Joana Alves, contribui, por meio da promoção e organização de eventos culturais, de educação e de lazer, para a valorização, a divulgação, a preservação da cultura popular e o incremento do turismo local, com base nos princípios do desenvolvimento sustentável. Também promove e estimula a produção artística brasileira, especificamente, a nordestina, recorrendo à valorização dos recursos humanos e conteúdos locais. A entidade não tem fins lucrativos; promove, ainda, cursos e atividades nas áreas de formação profissional, cultural, educacional e social para associados e para o público em geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *